O saldo do FGTS é um dos principais direitos do trabalhador, mas existem algumas dúvidas que ficam em torno do serviço e queremos te ajudar a compreender um pouco melhor. Vamos entender quem tem o direito de fazer o saque do saldo do FGTS e quais critérios levar em consideração no processo. Acompanhe a leitura!

Quem pode sacar o FGTS?

Para sacar o saldo do FGTS é necessário que o trabalhador esteja em determinadas situações, como demissão sem justa causa ou conclusão de contrato pelo período estipulado. Claro, há também situações em que o recebimento do FGTS será feito pelos familiares de uma pessoa que tenha falecido ou por nulidade contratual.

Quem pode sacar o FGTS
Fonte/Reprodução: original

Além disso, os aposentados terão direito de fazer o saque do FGTS, diferentemente do que muitas pessoas imaginam. Para retirar o saldo, é preciso ter em mãos o número do PIS, a certidão de concessão e o CTPS.

O saque do saldo do FGTS deve ser feito após você consultá-lo pelo app ou no site, verificando se há valores disponíveis. Isto permite você saber o quanto pode retirar e não dar de cara com a porta ao saber que não há dinheiro a ser retirado da sua conta.

Como é calculado o FGTS?

Para descobrir o seu saldo do FGTS, será feita uma conta em cima do seu dinheiro junto de outros pagamentos. Dessa forma, haverá o acréscimo de 8% em seu salário para descobrir quanto será o valor do seu recebimento.

É importante você saber que este é um dos cálculos essenciais a serem realizados, justamente porque você deve entender o quanto deve ganhar. Isto evitará surpresas desagradáveis e permite a verificação de descontos do pagador a você por motivos desconhecidos.

O que acontece se o trabalhador não sacar o FGTS?

Caso o período de resgate do saldo do FGTS seja ultrapassado, você precisará entrar em contato com o seu empregador e explicar o que aconteceu. Nesse caso, é preciso aguardar o mesmo período para ter o valor disponível em conta.

No entanto, saiba que o seu dinheiro retornará à sua conta do FGTS e não será perdido. Como explicamos acima, você terá de conversar com o seu chefe e contar o motivo pelo qual deixou o período de resgate passar.

Posso sacar o FGTS se estiver desempregado?

Você pode fazer o saque do saldo do FGTS mesmo que esteja desempregado, principalmente se estiver dentro da conformidade com a demissão sem justa causa ou término contratual.

Posso sacar o FGTS se estiver desempregado
Fonte/Reprodução: original

Verifique sempre os valores diretamente na sua conta antes de pensar em sacar, pois às vezes o valor pode nem estar disponível. Se isto acontecer e você tiver o direito de receber, entre em contato com a empresa na qual trabalhou anteriormente, a fim de resolver esta questão.

Quais os critérios para sacar o FGTS?

Como falamos anteriormente, resgatar o saldo do FGTS exige critérios específicos: estar desempregado após demissão sem justa causa, encerramento de contrato, rescisão por morte ou aposentadoria.

Esteja atento para com estas informações, a fim de não perder os prazos disponíveis. Tenha sempre em mãos os seus documentos para agilizar o atendimento na agência da Caixa ou na lotérica.

Agora que você aprendeu quem tem direito a ver o saldo do FGTS, esteja atento a quando deve pegar o seu dinheiro e evite esquecer de realizar o saque no período certo.