Sabia que o seu valor do FGTS é calculado em um percentual de 8%? Dessa forma, por parte do empregador, serão debitados os valores regularmente e você terá direito a sacar o seu saldo quando for possível. Claro, existem prazos para a retirada da quantia e é importante estar atento aos calendários. Saiba mais a seguir.

Quem tem direito ao FGTS?

O valor do FGTS estará disponível apenas a quem foi demitido sem justa causa, aposentados, trabalhadores sob rescisão contratual ou para familiares em caso de falecimento do funcionário. Neste último caso, no entanto, é exigido dos familiares a apresentação na Caixa Econômica com a certidão de óbito e RG do falecido.

Quem tem direito ao FGTS
Fonte/Reprodução: original

Este é um tipo de serviço oferecido somente a quem é trabalhador CLT, que possui, portanto, um contrato a ser seguido ao longo dos anos. Inclusive, quem realiza o pagamento do fundo de garantia será o patrão — que é o responsável por esta finalidade e, se não cumprir com a exigência, pode ser processado por você de acordo com as leis trabalhistas.

No entanto, fique tranquilo, pois os chefes tendem a fazer o pagamento do valor do FGTS corretamente. Isto evitará, portanto, que o empregado tenha diferentes dores de cabeça para resolver o problema e consiga trabalhar sem estar focado em uma pendência salarial.

Como funciona o FGTS?

Como falamos acima, o valor do FGTS é pago pelo empregador regularmente e toda a quantia ficará disponível na conta do empregado em determinado período do ano. É possível fazer o saque no mês do seu aniversário ou até mesmo por ter sido demitido antes do contrato acabar.

No entanto, o valor do FGTS pode ser resgatado quando você precisar por conta de uma doença, por exemplo, ou em caso de aposentadoria. Estes são os motivos mais comuns para fazer a retirada, caso contrário, ele será mantido guardado até chegar o período correto de remoção.

Qual o valor do FGTS?

O valor do FGTS varia de caso a caso, justamente por haver uma conta em cima do seu salário, ao qual é somado 8% num período contribuído. Neste caso, o cálculo do FGTS para o salário mínimo é de R $1.500,00 X 0,08 = ao valor a ser depositado todos os meses pelo patrão.

Você terá este dinheiro disponível para resgatar, como explicamos, apenas se estiver em um momento válido a você. Caso contrário, é preciso aguardar a liberação dos valores para saque e evitar se esquecer do período de resgate.

O que acontece se eu não sacar o meu FGTS?

O valor do FGTS ficará disponível na sua conta por um período de quase dois meses, a contar do seu mês de nascimento (FGTS de aniversário) e, se você esquecer, o valor será enviado novamente para a conta do fundo de garantia.

O que acontece se eu não sacar o meu FGTS
Fonte/Reprodução: original

Se você tiver, de fato, esquecido o período estipulado, basta conversar com o seu empregador para verem a possibilidade de solicitar o envio dos valores novamente à sua conta-corrente. Ainda assim, há uma demora de até 30 dias para ser debitado e você não pode deixar o período ser ultrapassado novamente.

Agora que você sabe como é calculado o valor do FGTS, faça as contas com a sua calculadora e esteja atento com as regras de sinais no processo para não cometer erros simples e resultar em valores equivocados!