O FGTS é um benefício importante para os trabalhadores e agora pode ser acessado diretamente de seu telefone celular, para que você possa verificar seu saldo e extrato.

A Caixa Econômica Federal lançou em abril de 2016 um pedido para facilitar a consulta do FGTS no telefone celular. Entretanto, aqueles que ainda encontram dificuldades para utilizar os famosos aplicativos podem obter as informações sobre seus benefícios através de uma declaração impressa ou via SMS. Veja abaixo como cada uma destas opções funciona, para escolher a melhor para você. Confira!

Como funciona o extrato do FGTS?

A Declaração do FGTS é um dos serviços mais utilizados e acessados no site da Caixa.O trabalhador só podia consultar seu benefício, através da aparência física em uma agência do banco, onde precisava solicitar o extrato que era emitido em papel. Embora várias tecnologias tenham sido implementadas, é possível realizar este tipo de acesso, mas o próprio banco incentiva os clientes a utilizar outras alternativas mais modernas e viáveis, para reduzir o uso de papel.

Como funciona o extrato do FGTS?
Como funciona. Fonte/Reprodução: original.

Aqueles sendo clientes da Caixa também podem consultar a tela do caixa eletrônico e não optar pela impressão do comprovante, ou utilizar as seguintes soluções simples e práticas.

Como baixar o Aplicativo FGTS?

O aplicativo FGTS está agora disponível para download em seu smartphone, para os três principais sistemas operacionais. Isto proporciona mais comodidade e praticidade.

  • Google Play
  • App Store
  • Windows Store

Você pode encontrar e instalar o aplicativo FGTS gratuitamente na loja do seu dispositivo, como qualquer outro aplicativo. Além de verificar sua declaração de benefícios, você também pode atualizar seu endereço e verificar a localização dos Centros de Serviços mais próximos. Certifique-se de baixar o aplicativo com o nome “Caixa Econômica Federal” para garantir que seus dados sejam usados corretamente – há vários aplicativos com “FGTS” no nome, mas apenas este é oficial.

Como baixar o Aplicativo FGTS?
Como baixar. Fonte/Reprodução: original.

Através do Fundo de Garantia, os trabalhadores podem consultar:

  • O extrato do Fundo de Garantia;
  • Encontrar a agência mais próxima para sacar;
  • Alterar o cadastro do Fundo de Garantia;
  • Alterar o endereço do Fundo de Garantia;
  • Alterar a senha da Caixa.

O aplicativo FGTS foi lançado no primeiro semestre de 2016 para facilitar o acesso de milhares de trabalhadores ao benefício e também para celebrar o 50º aniversário do FGTS, criado em setembro de 1966 para proteger os trabalhadores em caso de demissão sem justa causa. Através do pedido, é possível consultar o saldo do Fundo de Garantia, verificar os lançamentos em sua conta, entre outros.

Como funciona o FGTS por mensagem de celular?

Você pode receber sua declaração de benefícios diretamente em seu celular via SMS duas vezes por mês, uma delas lhe informará sobre a cobrança do FGTS, enquanto a segunda mostrará o crédito da Atualização Monetária e de Interesse (JAM). Se você escolher este modelo de cobrança, a Caixa não lhe enviará mais o extrato bimestral da aplicação do FGTS, pelo correio.

Para receber as informações de benefício em seu celular, você precisará registrar seu número de telefone, que pode ser pessoalmente em uma das agências do banco ou através do link, onde você deverá verificar a atualização de seu endereço e então confirmar os seguintes passos.

Após esta verificação, volte ao menu principal e clique na opção “Serviços Móveis”. Preencha os campos obrigatórios com seu número completo incluindo o código de área, leia o Código de Assinatura e clique em “Eu concordo”. Em alguns minutos você receberá uma mensagem em seu celular confirmando sua assinatura.

Todas as informações de serviço recebidas são gratuitas. Se você mudar seu número, não esqueça de acessar o serviço e atualizar os dados, para que você não perca informações importantes. Mas se em algum momento você desejar cancelar o serviço, você deve saber que a Caixa lhe enviará os extratos impressos a cada dois meses via correio.