Talvez você já tenha ouvido falar bastante sobre o FGTS, mas não sabe realizar o cálculo do saldo FGTS, o que é algo muito comum. Pensando nisso e na dificuldade das pessoas em conhecerem todos os detalhes que envolvem esse benefício, neste post você irá descobrir tudo que precisa e ainda aprenderá fazer o cálculo do saldo FGTS rapidamente, confira.

Como é calculado o FGTS?

Primeiro, é importante você saber o que é o FGTS. O mesmo se caracteriza por ser uma espécie de poupança, a qual todo o trabalhador CLT possui direito.

O FGTS pode ser retirado em algumas situações, como: demissão sem justa causa, aposentadoria, demissão em acordo, em caso de doença, para financiamento de uma casa e no mês do seu aniversário, se assim desejar. Mas vale ressaltar que quem opta por receber anualmente no aniversário, não irá receber o saque rescisão.

Como é calculado o FGTS
Fonte/Reprodução: original

Muitos pensam que o cálculo do saldo FGTS é um bicho de sete cabeças, mas é o contrário. Em termos gerais, o responsável pelo depósito do FGTS é o empregador, que a cada mês deve fazer o depósito em relação ao valor bruto recebido pelo funcionário.

A porcentagem do FGTS precisa ser de 8% do salário bruto. Sendo assim, o cálculo do saldo FGTS deve ser feito da seguinte forma:

Com isso em mente, tenha atenção a esse exemplo: Um funcionário que possui o salário bruto de R$ 2.000,00, terá o valor do seu FGTS mensal de R$ 160,00.

Para descobrir o valor da contribuição total, basta multiplicar o valor por mês pela quantidade de meses trabalhados. No caso de um funcionário que trabalhou por 12 meses e tinha o salário bruto fixado em R$ 2.000,00, o total da contribuição total será: R$160,00 x 12 = R$1.920,00.

Vale salientar que se o funcionário receber algum valor extra por mês, o mesmo também precisa entrar no cálculo. Sendo assim, se o funcionário receber R$ 300,00 a mais de hora extra, o cálculo do saldo FGTS é feito da seguinte maneira:

Ou seja, o resultado será:

Para o cálculo do saldo FGTS, é imprescindível que você tenha em mãos o valor bruto do salário e o período de contribuição. Com isso, será fácil ter o valor do FGTS.

Quem tem direito ao FGTS?

Todos que trabalham no regime de CLT, possuem direito ao FGTS, podemos citar os seguintes:

  • Empregados domésticos;
  • Atletas;
  • Funcionários intermitentes e temporários;
  • Menor aprendiz;
  • Trabalhadores avulsos.

Independentemente de ser um funcionário rural ou urbano, se for CLT, irá ter direito ao FGTS, o que traz uma garantia maior para o empregado, no caso de uma demissão inesperada, por exemplo.

Como sacar o FGTS?

Para sacar o FGTS, basta ir até uma agência da Caixa Econômica Federal e levar os seguintes documentos:

  • RG ou qualquer outro documento de identificação;
  • O número do PIS, NIT, NIS ou PASEP;
  • CTPS original e cópias;
  • Termo que comprove a demissão por justa causa.

Caso o saque do FGTS seja por outro motivo, é preciso levar os documentos atrelados à razão da solicitação. E se o saque for por conta do mês de nascimento, verifique a tabela com as datas disponíveis para saque na Caixa.

O que é o PIS/PASEP?

Como o PIS/PASEP é um documento solicitado no momento de saque do FGTS, é claro que podem surgir algumas dúvidas a respeito do que seriam.

O PIS e o PASEP são contribuições realizadas pelo empregador para proporcionar benefícios aos funcionários. O Programa de Integração Social (PIS) é para o setor privado, com administração da Caixa Econômica Federal; enquanto o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP), é voltado para o setor público, com administração do Banco do Brasil.

Quais são as taxas do FGTS?

Em termos gerais, a taxa do FGTS é de 8%. No caso do menor aprendiz, por exemplo, a taxa do FGTS é de 2% do valor bruto recebido pelo mesmo. Sabendo corretamente as taxas, realizar o cálculo do saldo FGTS será fácil.

Quais são as taxas do FGTS
Fonte/Reprodução: original

Porém, podem ocorrer incidências de outras taxas. Em eventuais atrasos de pagamento do FGTS, terá uma taxa fixa de 5% em relação ao valor que deverá ser pago ao empregado, além de uma taxa de 0,5% ao mês em cima do valor inicial.

Após aprender o cálculo do saldo FGTS, coloque em prática todo o conhecimento adquirido e nunca mais passe por alguma complicação com um empregador. Conhecer seus direitos e colocá-los em prática é um dever de todo cidadão.